Polícia prende acusado de matar taxista, em Feira de Santana

Foto: Divulgação Polícia Civil

Policiais Civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) prenderam na tarde desta última quinta-feira (11/1), Luís Carlos Costa Sacramento, 25 anos, acusado de matar o taxista Pascoal Dias dos Santos, 72 anos. Ele foi encontrado morto na manhã da última  segunda-feira (8/1) no município de Antônio Cardoso, a 143 km de Salvador.

Segundo a Polícia Civil, Pascoal Dias dos Santos havia sido visto pela última vez no início da tarde de domingo (7/1) em um ponto no bairro do Jardim Cruzeiro, em Feira de Santana, distante 110 km da capital. Desde então, o mistério estava formado.

Na delegacia, o acusado confessou o assassinato. “Ele alegou que a vítima havia o dedurado a polícia, em virtude de um roubo que ele havia cometido, então por isso ele levou a vítima até a cidade de Antônio Cardoso, e afirma que deu uma gravata, quebrou o pescoço da vítima, mas pelo que diz o perito médico legal, ele foi morto com instrumento contundente”, disse o delegado André Ribeiro, titular da DRFR.

Luiz Carlos ainda alega que “ouviu vozes”. “Na verdade ele não mantém uma linha, ele diz que ouviu uma voz dizendo que era para ele pegar o taxista e matar”, reforçou o delegado. Com medo de ser identificado, o acusado  ateou fogo no veículo, um VW Voyage de placa policial JSR5111.

Aratu Online



COMENTÁRIOS

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Alta Pressão.