‘Não tenho medo’, diz Datena sobre concorrência com Silvio e Faustão

© Divulgação

Depois de se recuperar de um mal súbito, José Luiz Datena já está de volta à ativa e fará a estreia do seu novo programa, “Agora é com Datena”, na Band, neste domingo (15), às 15h.

Ao encarar nova fase em sua carreira profissional, Datena deixará de lado a briga pela audiência em seu programa policial, diariamente, e passará a enfrentar dois dos principais ícones da TV aberta brasileira aos domingos: Fausto Silva, na Globo, e Silvio Santos, no SBT.

“Eu vou para o pau”, disse Datena, em conversa com UOL, por telefone. “Não tenho medo de ninguém. Nunca tive medo de nada na minha vida. Não tenho medo do sucesso ou fracasso. Às vezes, o sucesso é pior do que o fracasso. Mas o que me importa é a estrada, a trilha que se percorre. Só o fato de enfrentar esse novo desafio já me deixa feliz”, conta Datena, que é amigo pessoal de Faustão e admirador de Silvio.

Na estreia, Datena irá exibir reportagens com Zezé Di Camargo, Bruno e Marrone, além de uma entrevista ao vivo com Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo PSL. Serão seis horas de atração intercaladas com entrevistas, reportagens e interatividade.

Um dos destaques será o quadro “A Fuga”, baseado no formato israelense “Raid The Cage”. No game de perguntas e respostas feito em dupla, enquanto um convidado responde às perguntas feitas pelo apresentador, o outro, caso seu companheiro acerte a questão, tem que entrar numa jaula e pegar o máximo de prêmios que puder dentro de um tempo previsto.

DUAS COSTELAS QUEBRADAS

José Luiz Datena vem de uma difícil recuperação depois de sofrer mal súbito na última quinta-feira (5), e ser levado às pressas ao hospital, conforme antecipou o colunista do UOL Flávio Ricco.

Na ocasião, o apresentador estava tomando um café com Neto, seu amigo, na lanchonete da TV Bandeirantes, no Morumbi, zona oeste de São Paulo. Ele havia acabado de chegar de uma viagem a Goiânia (GO), onde gravava para o seu novo programa, o “Agora é com Datena”.

Na queda, ele acabou quebrando duas costelas. “Vou apresentar o novo programa mesmo assim”, disse. “Eu perguntei ao médico quantos dias precisaria para a recuperação, ele me falou 40 dias. Não seria justo deixar a Band esperando tudo isso. Então vamos assim mesmo.”